Cuidado e atenção ao reutilizar

Você sabia? é uma seção aqui do blog onde falamos mais tecnicamente dos materiais que todos nós adoramos reutilizar, além de outras curiosidades. Já falamos sobre pallets, reciclagem versus supraciclagem, cápsulas de café, etc, mas na verdade é preciso cuidado e atenção ao reutilizar QUALQUER objeto ou material. Mesmo com nosso trabalho voltado para a supraciclagem, iremos sempre bater nesta tecla. Isso porque criar novos produtos (re)utilizando materiais e objetos que não foram projetados com tal finalidade e, muitas vezes, levar para dentro de nossas casas, também pode não dar certo. Outro ponto é o resgate, nós somos “caçambeiras” assumidas, e sabemos que muitos de vocês também, mas nem sempre sabemos a procedência de um item que resgatamos de uma caçamba.

Falando isso, não queremos desencorajar a reutilização, entendemos que o ideal seria que os produtos fossem criados para serem infinitamente reutilizados e descartados de forma segura, e muitas empresas e profissionais já trabalham e criam produtos com esse pensamento e com respeito ao meio ambiente, mas nem todos. Nosso papel de cidadão é pressionar as autoridades por um mundo mais justo, com ar e água limpa, mas os fabricantes continuam a produzir, sejam itens ecologicamente corretos ou não.

Mas então, o que fazer com esse lixo todo, que não deveria nem ter sido produzido? Pois é, por isso acreditamos que o reutilizar é necessário. Não, não é a salvação para os graves problemas provocados pelo lixo, mas criar alternativas para estender o uso de um móvel ou uma embalagem, por exemplo, é trabalhar contra o consumo excessivo e a obsolescência programada.

*Abaixo, imagens do projeto PET Lamp (produção e produto pronto), onde são feitas luminárias com reuso de garrafas de plástico:

pet-lamp-5

pet-lamp-10

Quando falamos em cuidado, nos referimos a objetos que são, inteiramente ou em parte, tóxicos. Um exemplo importante e que exige alerta é o lixo eletrônico, que aumenta a cada ano. Além do descarte incorreto causar danos ao meio ambiente, este lixo pode conter uma ampla gama de produtos tóxicos, como mercúrio, cádmio, chumbo, lítio, níquel, zinco, cobalto e compostos e bióxido de manganês, sendo necessário muito cuidado em como reutilizar. Outro dia falamos sobre o reuso de fitas VHS e este é outro exemplo de objeto que possui elementos tóxicos. Esses e muitos outros itens exigem atenção, então, procure pesquisar, perguntar e se informar antes de colocar o projeto de reuso em prática.

Acreditamos que criar alternativas para estender o tempo de uso de materiais é muito bom e necessário, principalmente quando seguimos critérios.

1-lixo-eletronico

Lei-lixo-eletronico

A finalidade deste post é propor uma discussão saudável sobre o reutilizar, resgatar ou transformar e os cuidados ao fazer qualquer um deles. E assim vamos aprendendo a fazer tudo isso corretamente, com consciência. Deixe aqui seu comentário, e até dúvida, por que não? Se a gente não souber a resposta, iremos atrás. Mas também queremos aprender com vocês!

Informações e imagens: vamosmudaresseclima | petlamp | pensamentoverde | vendermeucelular.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *