Antes e Depois de um móvel abandonado

Os antigos locatários de um imóvel alugado por um conhecido deixou pra trás um móvel antigo de madeira maciça. Ele ficou anos pegando sol e umidade, tanto que o verniz que o cobria quase nem existia mais! Fora os buraquinhos na madeira, deixados por cupins e brocas que deixavam o móvel mais caído ainda. Mas enxerguei potencial ali e resolvi adotar esse móvel! Um móvel de madeira maciça sempre merece uma segunda chance!

Primeiro eu lixei bem pra retirar o que restava do verniz, o que foi bem fácil! Depois que eu consegui ver que a madeira tinha bastante veios e diferenças de tonalidade, então resolvi não cobrir com tinta. Tenho muita dó de pintar móvel de madeira bonita e esse merecia uma boa lustrada! Mas antes de começar o acabamento, apliquei o cupinicida nos buracos e deixei secar bem. Então apliquei a primeira demão de seladora incolor com um pincel. De cara já dava pra ver como os veios da madeira iriam ficar bem destacados, do jeito que eu gosto! Depois, lixei tudo de novo com lixa 220 e apliquei outra demão de seladora com uma estopa. O segredo de lustrar um móvel é esse: tem que lixar com lixa fina entre as demãos!

Para a porta eu resolvi aplicar uma arte. Eu baixei uma imagem de uma mandala na internet, fiz algumas modificações e depois imprimi. Pra passar o desenho para a madeira eu rabisquei o lado inverso da folha com grafite 6B, virei a imagem do lado correto e passei a lapiseira por cima do desenho, contornando as linhas da mandala. Na imagem não dá pra ver direito, mas ficou a marca do grafite embaixo. Então eu contornei com caneta Posca branca.

Para o lado de dentro do móvel eu quis aplicar um papel de parede que tinha em casa. Nunca tinha trabalhado com esse papel e achei bem simples! Eu recortei os pedaços já no tamanho correto, apliquei a cola específica para papel de parede (é um pó solúvel em água) no verso dos recortes de papel, posicionei sobre o móvel e fui alisando com uma espátula de plástico. Leva um tempo pra secar…

O móvel original não tinha tampo de cima, então eu resolvi usar uma peça de porcelanato 45×45 que sobrou de uma obra aqui em casa. Pra complementar e também reaproveitar partes de uma antiga beliche que tinha sobrando aqui em casa, eu fiz uma moldura e um base pra apoiar o porcelanato.

E assim ficou o móvel abandonado, que agora foi adotado e servirá de criado mudo em uma casa de campo!



Imagens: Joia de Casa © 2017.

Comments

comments