Antes e Depois de uma mesa de centro que virou puff

Nos anos 80 os móveis eram robustos e o tom de madeira escura era tendência! Ainda bem que isso é passado! Antes do MDF existir, a maioria dos móveis eram feitos de madeira maciça e de uma qualidade rara na indústria de hoje. Por isso que muita mobília do passado resistiu até os dias atuais.

Eu tinha mesa de centro, que fez parte da mobília da sala na época que era criança e iria para o lixo até eu ter a ideia de outra a função a ela. Era toda em mogno maciço, uma árvore protegida, com extração proibida nos dias de hoje, de tanto que a indústria explorou essa espécie! 🙁 Ela ficou (mal) guardada por muito tempo e não estava nada conservada, o vidro da parte de cima já tinha quebrado faz tempo. Meu desafio era tirar as características de móvel dos anos 80 e deixa-la mais rústica, já que seria usada em uma casa no interior.

Eu comecei retirando os quatros pés da mesa que estavam bambos e rachados. A mesa tinha como acabamento uma camada espessa de verniz brilhante, por isso achei melhor usar um removedor de tintas e vernizes (1). Apliquei com uma trincha em todas as peças e deixei agir por uns 20 minutos, até o verniz antigo amolecer e ficar com um aspecto enrugado (2). Aí foi só retirar raspar com uma espátula (3).
Depois de limpar as peças com um pano úmido, apliquei duas camadas de goma laca, pra selar a madeira antes de receber a tinta. A goma laca ajuda a evitar aquelas manchas amareladas quando a gente pinta móveis de madeira maciça com uma cor clara. Após o tempo de secagem da goma laca, apliquei três demãos de tinta acrílica branca (4). Como mencionei antes, queria dar um toque rústico ao móvel, por isso resolvi aplicar a técnica de pátina provençal. Simplesmente, raspando com um pedaço de vidro, cada canto do pé da mesa, até remover a tinta e a madeira aparecer (5). O tampo de cima eu deixei no acabamento original mesmo, já que pensei em cobrir com tecido (6).

Pra combinar com o estilo provençal, resolvi fazer um estofado de patchwork na parte de cima. Eu comprei vários retalhos de tecido e recortei todos no tamanho de 20×20 cm (7). Como eu não sei costurar, minha mãe que fez a costura para unir os quadradinhos, assim eu consegui revestir as bordas da parte de cima da mesa (8). Pra fixar o tecido na mesa, usei um grampeador de tapeceiro (9 e 10).

A última etapa foi o estofado de cima. Primeiro eu coloquei os quadradinhos de tecido sobre a mesa pra ver como as estampas ficariam intercaladas, depois minha mãe costurou tudo em uma peça só (11). Eu comprei uma espuma de 12cm de espessura, na largura e profundidade do tampo da mesa. Também cortei um tampo de MDF de 10mm na mesma medida da mesa, pra tapar o buraco que antes ficava o vidro e servir de fundo para o puff. Pra ficar mais fácil de trabalhar, eu colei a espuma no MDF com cola de contato (12). Coloquei o tecido com o lado avesso virado pra cima sobre a mesa, a espuma colada no MDF em cima e fui grampeando os quatro lados (13). Para prender o estofado na mesa, usei essas cantoneiras de fixação da imagem (14). O acabamento final ficou por conta dos botões. Com a furadeira e uma broca de 4mm para madeira eu furei o tecido até chegar na madeira do fundo e sair do outro lado, nos locais que queria que ficassem os botões (15). Peguei uma linha bem resistente, passei dentro do botão e do agulhão de tapeceiro (16). Enfiei o agulhão no furo que tinha feito e puxei até sair do outro lado (17). Fiz o mesmo procedimento com os 8 botões e prendi a linha embaixo usando o grampeador (18).

Foi um trabalho demorado, mas que devolveu a utilidade de um móvel antigo de madeira maciça em extinção e deixou uma sala bem mais confortável e alegre!



Imagens: Joia de Casa © 2018.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *